October 01, 2012

LET'S START AGAIN!



Hey! This is my new house! Sejam bem vindos!

No dia primeiro de abril de 2010, eu abri a minha casa para todos vocês. Na época, eu estabeleci um objetivo para seguir com este blog. Postei 365 imagens em 365 dias e cumpri a tal meta... No ano seguinte, no dia primeiro de julho de 2011, estabeleci um novo objetivo e novamente eu cumpri. Foram 12 editoriais de moda e personalidade em 12 meses. Hoje, primeiro de outubro de 2012, reapareço com novo layout e uma (quase) nova House of Mathws.

Recompensa. Depois de 140 mil visualizações e mais de 50 países já aqui presentes, acho que é hora de refletir que já colhi alguns frutos. Não, não ainda os grandes frutos que almejo colher, mas já colhi maravilhosos. Você sabe, a gente nunca está satisfeito e sempre quer mais. Mais trabalho, mais nome, mais reconhecimento. Consegui algo disso e muito obrigado a todos que acreditam em mim. Mas vou para mais. O tempo não pára, não ainda para mim.

Mais ideias. Mesmo mantendo a essência do meu trabalho (É ela a moda, a arte e as pessoas), sempre tenho vontade de mudar, ou melhor, repaginar. Refrescar a minha mente, a minha arte, o meu dia a dia é muito necessário. Ora, trabalho com imagem, e por ela ser algo tão banal, logo cansa. É o que eu mais temo. E é nisso que temos que nos preocupar mais (e essa dica vai principalmente para quem é do mesmo ramo e parece que esquece): temos que pensar, primeiro, em nossa essência, em quem realmente somos e o que queremos, logo seremos autênticos. Resolvido isso, vamos pensar em fazer algo inovador sempre, ou seremos só mais um (que digam os blogs de moda).

Para finalizar essa carta de reestreia (ora reestreia!), gostaria de afirmar (de novo) o conceito deste site. A House of Mathws nada mais é do que minha plataforma artística experimental. Existe audiência e logística, mas de modo algum isso se configura uma mídia comercial. Mesmo que isso resulte uma propaganda do que eu faço e, consequentemente a partir disso, em outro ambiente, eu venha obter o meu ganha pão. (Ah! Aproveitando pra vender essa ideia aos empresários mundo a fora, que estou aqui, apto à ser contratado para trabalhos, caso seja.) \o/.

Crio sobre pessoas, para pessoas e delas necessito.

— M.

...
ENGLISH VERSION

Hey! This is my new house! You welcome!

On April 1st, 2010, I've launched my house to you. I set up a proposal to run with this blog. It was 365 images in 365 days and I did it... A year later, on July 1st, 2011, I came back with another goal and again I made it. I've posted 12 fashion and personality photo editorials in 12 months. Today, October 1st 2012, I come again with a new layout and (almost) a new House of Mathws.

Reward. After 140 000 pageviews and more than 50 different countries around here, it's time to think about the merit I've got. Of course I am not satisfied, because you know, we never are, we always want more. But I have to say I got amazing results. I am happy and that's why I want more work, a bigger name on, more recognition... Anyway, thanks to all you guys who believes on it. Let's move on. Time never stops, not for me.

More ideas. Even keeping my work's essence (and I am talking about fashion, art and people), I always have this sensation of moving it on. I work on the image field and once it is banal, it takes boring easily. So I need to refresh my mind, my art, my everyday life. And that's the point we need to worry about (this tip goes to those who works in the same field and seems to forget this question): first of all, we have to look inside, at our essence, at who we really are and what we really want. Second of all, let's try something new and never sleep or we are going to be ordinary (think about the situation of the fashion blogs).

To finish this comeback letter, I would like to confirm (again) the concept of this website. House of Mathws is definitively my artistic and experimental platform. There're audience and logistic, but it never  sets up itself as a commercial media, even if I take some jobs by advertising my work from here. (Speaking of it, I may say that I am over here waiting for you businessmen (and women) around the world, to contact me for any job, ok?)

I create about people, to people so I need them.

— M.